" Ler é colecionar passatempos "
Página Inicial
flavio@flavioluisferrarini.com.br

Obras

Minuto Diminuto
96 p.; 14,0x21,0 cm - Ilustrado - Poemas - Ed. do Autor, 1990

“Os minutos interioranos da poesia de Flávio Luis Ferrarini valem bem horas inteiras de muito poeta de cidade grande cujo nome, sabe-se lá por que, já circule nacionalmente”. Assim conclui o seu ensaio sobre Minuto Dimuto, o poeta, ensaísta e tradutor José Paulo Paes. O livro reúne poemas realmente notáveis. Alguns exemplos: "Dúvidas - minha boca dispara / perguntas mudas / contra a enorme e surda / orelha de Deus. Achados e perdidos: quem deixa de andar corcunda / quem deixa de vazar inunda / quem deixa de nadar afunda / quem deixa de procurar redunda. Falsidade: uma melancia rindo verde por fora / sangrando vermelho por dentro. Truque ótico: às quatro da madrugada / pernas abertas indecentes / por sobre o carpete / os óculos me olham / sonolentos e indiferentes.” É poesia engenhosa para ser lida, apreciada e sentida.
Flávio Ferrarini - Todos os direitos reservados - Copyright 2012